sexta-feira, 27 de junho de 2008

Tudo é passageiro. ¿?

Tudo é passageiro.
Que clichê, não! Todos nós já ouvimos ou falamos isso para alguém,
inevitável e até automático! Já parou pra pensar no seu significado
como um todo?Prefiro uma adaptação dessa máxima, como algo do tipo:

"Tudo é passageiro, se você permitir."
Infelizmente ou não, nós é que permitimos que a maioria das coisas em
nossas vidas se tornem apenas passageiras. Temos o incrível dom de
achar defeito em tudo! rsrs... Com essa facilidade do mundo moderno,
digamos que a rotatividade de tudo aumentou! rs. Muito fácil abrir mão
de uma coisa, com várias opções 'á mostra'... difícil é saber
valorizar aquilo que se tem a mão, acima do mundo lá fora, que
aparentemente, e ênfase no SÓ aparentemente, é tentador. Da mesma
forma, quando alguma coisa ruim nos abala, 'naturalmente' que sua
intensidade é apagada com o tempo, eis que se generaliza sentimentos
ruins como passageiros.Nada muda sem que permitamos. Nada é feito sem que haja uma abertura.
Uma brecha que seja que deixemos aberta em nós, pode causar grandes
mudanças. De repente opiniões se conflitam, certo e errado, querer e
dever, coração e razão... Por essa razão é que algumas pessoas se vêem presas a fatos ou
sentimentos passados... elas se auto bloqueiam, colocando a culpa em
outros ou em forças maiores, como muitos se conformam atribuindo suas
vidas a um Deus, que com certeza tem muito mais o que fazer do que
ficar decidindo a vida em nosso lugar...Uma mesma frase que conforta em momentos difíceis, pode no mínimo
intrigar aqueles que fogem dela! Ouvir alguém me dizendo que tudo é
passageiro me causou certo desconforto... e se eu não quiser que tudo
o seja???Só digo que não quero e nem pretendo permitir isso!

3 comentários:

Rodrigo Sioly disse...

Será que eu sei quem disse isso?!
acho que sim...

Nem tudo na vida é passageiro, é se a gente querer... as vezes mesmo se não querer.

Interessante em juh esse seu post, mexeu com minha cabeça!rs

beijos..,.

Na vida tudo é passageiro, menos cobrador e motorista de onibus!rs

Rodrigo Sioly disse...

Morreu!!
quebrou o teclado!?!

eu empresto o meu!
mais posta ai!!
beijos!

Juliana. disse...

Finalmente!Alguém sensato pra dizer que NÃO,nem tudo é passageiro.
E tudo é muto passageiro quando quase tudo é descartável não é mesmo?

ótimo post.

beijo Jú!
:**